Mutirão para iniciar limpeza no rio Guaporé começa esta semana em Cabixi; ação é apoiada pela Sicoob-Credisul

Arquivado em: Conesul |

Há quase uma década um grupo de voluntários de Cabixi, iniciou um mutirão de coleta de lixo no Rio Guaporé e seus afluentes. Desde então, foram retiradas cerca de 45 toneladas de lixo. O maior volume é de latas, garrafas de vidro, garrafas pets e sacolas plásticas, mas os voluntários já encontraram de tudo, desde carcaças de barcos abandonados, sofás a eletrodomésticos, como geladeiras e fogões.

Esta semana, inicia a nona edição da coleta de lixo na região do Vale do Guaporé, com pit-stop na entrada da cidade, visita às escolas e a subida de barcos aos locais de maior dificuldade de acesso às margens dos rios, para o recolhimento dos detritos. No sábado, dia 18 de novembro, organizadores e participantes se concentrarão às margens do Guaporé, para almoço e recepção da imprensa.

Esse trabalho importante e o envolvimento dos voluntários na ação ambiental chamaram a atenção da Sicoob Credisul que se juntou ao grupo para fortalecer a iniciativa que, além da função prática da limpeza, tem a proposta de promover a conscientização ambiental da população sobre a necessidade de preservação do Guaporé e seus afluentes.

Assim, a cooperativa lança, juntamente com esta edição, a campanha #SomosTodosGuaporé, que a partir desta sexta-feira, 10, estará realizando atividades de conscientização em Cabixi. A cooperativa vai distribuir camisetas com o slogan da campanha e adesivos para veículos e barcos.

“Temos que enaltecer o trabalho desenvolvido de forma espontânea por todos os voluntários, e salientar que a preservação do Guaporé impacta na vida de milhares de pessoas, desde o ribeirinho até o agente de turismo que nem mora na região, mas que manda turistas para o rio. O Guaporé é fonte de renda e movimenta a economia de muitas cidades, por isso a necessidade de preservá-lo e de se trabalhar na conscientização ambiental de todos que utilizam dos recursos do rio”, expõe Ivan Capra, presidente da Sicoob Credisul.

Nos últimos dois anos, em torno de 200 voluntários participaram das ações de limpeza que resultaram na coleta de 9 toneladas de lixo e entulho. Apesar do número expressivo, os ativistas ambientais consideram que houve uma diminuição da quantidade de lixo em relação aos anos anteriores, uma vez que a área de atuação foi ampliada e o volume de lixo se manteve na mesma média dos anos anteriores. Na última coleta, o volume baixou de 5 para 4 toneladas, em um percurso de 200 quilômetros.

O movimento em prol do Guaporé começou com o educador ambiental José Ribeiro da Silva, conhecido como Zé Ambientalista, funcionário da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam). Ao longo dos anos, a prática ganhou a adesão de moradores da cidade, estudantes e ribeirinhos. Hoje, famílias inteiras participam do evento. E tem trabalho para todos. Uns fazem a comida, alguns organizam os acampamentos, outros coletam o lixo e o entulho, e tem os que pilotam as embarcações. Neste ano, serão utilizados 15 barcos de 6 metros e borda média para a coleta do lixo e entulho.

Esse trabalho importante e o envolvimento dos voluntários na ação ambiental chamaram a atenção da Sicoob Credisul que se juntou ao grupo para fortalecer ainda mais a ação que, além da função prática da limpeza, tem a proposta de promover a conscientização ambiental da população sobre a necessidade de preservação do Guaporé e seus afluentes.

 

 

 

Fonte: Extra de Rondônia/ Assessoria

Fotos: Assessoria

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO