unesc

Vice-governador nega que tenha recebido convite para ingressar no tribunal de contas

Arquivado em: Política |

 

Em entrevista ao Extra de Rondônia na semana passada, o vice-governador do Estado de Rondônia Daniel Pereira (PSB), negou que tenha recebido convite para ingressar no tribunal de contas.

De acordo com Daniel trata-se apenas de boatos, notícias implantadas por adversários políticos para tentar desestabilizar o governo.

Nas palavras do vice-governador, “ o tribunal de contas é um sonho de consumo de qualquer pessoa, até porque diz que é melhor ir pro tribunal de contas do que pro céu, porque pro céu tem que morrer e pro tribunal vai vivo”, ressaltou Pereira.

Daniel foi enfático e afirmou que o tribunal nunca foi seu objetivo. Por acaso era pré-candidato a deputado federal, mas devido às circunstâncias saiu de vice na chapa com Confúcio Moura, sendo eleito vice-governador.

Pereira disse que irá assumir o governo de Rondônia no dia 5 de abril, data limite que Confúcio irá renunciar para concorrer há uma vaga no senado federal. Lembrando que Confúcio já é pré-candidato.

Daniel ressalta que fará poucas mudanças em seu governo, “pois vai comandar o Estado por apenas nove meses. E, com isso, num prazo pequeno não há como fazer mudanças significativas, ainda mais num governo que está ganhando. É como um time de futebol que tem 100% de aproveitamento, pra que mexer se está tudo dando certo”, pontuou.

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

COMUNICADO: Respeitando a legislação eleitoral, o EXTRA DE RONDÔNIA retirou do ar o sistema de comentários através do Facebook. O objetivo da iniciativa é evitar problemas jurídicos devido a possíveis ataques de internautas contra candidatos. Agradecemos a compreensão.

A DIREÇÃO
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO