mercado paulista

Moradora denuncia precariedade das estradas e falta de transporte escolar na linha 05-F, em Corumbiara

Arquivado em: Conesul |

 

Na manhã desta quarta-feira, 07, a redação do Extra de Rondônia, recebeu fotos, vídeos e relatos de uma moradora da Linha 05-F, que tem 40 famílias assentadas, na zona rural do município de Corumbiara.

Segundo a denunciante, as autoridades esqueceram-se das obrigações com os moradores da região e o descaso é total com a comunidade, no que tange a estradas rurais e transporte escolar.

De acordo com a denúncia, na linha 05-F, Assentamento Roncauto, o ônibus escolar não passa há 30 dias devido à estrada estar intrafegável, com buracos, crateras e lagos formados no leito da via, que dificulta para os estudantes irem mesmo que for a pé ou algum pai que tenha veículo para levá-los para escola. Além disso, os próprios sitiantes estão colocando a mão na massa e fazendo reparos em alguns trechos da estrada. Com isso, com muita dificuldade ainda conseguem trafegar.

A agricultora enfatizou que na manhã desta quarta, realizaram uma reunião com representantes da Secretária de Educação, onde disseram que o transporte escolar estará disponível somente no dia 27 deste mês em razão do prefeito ter demorado em fazer a licitação para escolher a empresa que irá transportar os estudantes.

“Dezenas de famílias estão sendo prejudicadas, devido à falta de compromisso das autoridades políticas em resolver questões simples, como conservação das estradas vicinais e transporte escolar para centenas de alunos que moram na área rural e precisam do apoio para se deslocar até a sala de aula”, disse a sitiante.

O Extra de Rondônia deixa espaço caso o prefeito ou representante queira se pronunciar sobre o assunto.

Veja vídeo abaixo:

https://

https://

https://

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia/Internauta

Vídeos: Extra de Rondônia/Internauta

 

 

 

 

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO