Tabalipa denuncia servidora “fantasma” e vereadores ameaçam abrir CPI contra ex-prefeita

Arquivado em: Política |

Wilson Tabalipa (PV) em discurso inflamado na sessão

Na sessão ordinária desta terça-feira, 15, o vereador Wilson Tabalipa (PV) fez uma grave denúncia: servidora “fantasma” teria recebido mais de R$ 87 mil na gestão da ex-prefeita de Vilhena, Rosani Donadon (MDB).

Ele apurou que a servidora Rosimar Alves Machado Fidelis esteve lotada no cargo de Assessora de Integração Governamental, de 12 de fevereiro à 12 de novembro de 2017, com um salário de R$ 7.900,00. “Porém, nunca ninguém a viu trabalhar, nem a conhecem”, complementa.

Tabalipa explicou que investigou o caso e descobriu que não constavam as fichas ponto que comprovassem que Rosimar Machado efetivamente estava trabalhando.

Ainda, o vereador alega que ela recebia mensalmente seus vencimentos através de uma conta corrente, totalizado exatos R$ 87.041,57 em todo o período. “O endereço dela consta como sendo de Porto Velho, mas não foi encontrado nenhum telefone de contato na ficha dela”, afirma.

No final da sessão, outros vereadores criticam a situação e ameaçaram em abrir uma CPI contra a ex-prefeita para apurar a irregularidade.

O site deixa espaço à disposição da assessoria da ex-prefeita Rosani Donadon para eventuais esclarecimentos.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Divulgação