Rádio Patrulha Setor Centro prende dois suspeitos por tráfico de drogas em Vilhena

Arquivado em: Policial |

 

Na tarte desta terça-feira, 12, a Rádio Patrulha do Setor Centro fazia ronda de rotina pela Rua Amapá, no Bairro Parque Novo Tempo, (Setor 19), quando foram abordados por moradores da região relatando que não aguentavam mais a presença de traficantes e dependentes químicos negociando drogas em plena via pública.

Após adquirirem as drogas se reúnem numa casa na Rua Rio de Janeiro conhecido por “inferninho” para consumirem entorpecentes.

Testemunhas ainda relataram que um homem conhecido por “Negão” é quem fazia a entrega da droga. O entorpecente entregue por Negão seria de propriedade de outro homem conhecido por Adriano, que está sendo monitorado por tornozeleira eletrônica, e morava na Rua Ceará – no mesmo bairro, próximo ao inferninho.

Diante das informações, a guarnição foi até a Rua Rio de Janeiro, onde abordaram vários suspeitos. Na sequencia os militares foram até a residência do suposto traficante Identificado posteriormente como Adriano Rogério de Souza.

Indagado sobre Negão, Adriano disse que não conhecia. Porém, algum tempo depois, Adriano falou que havia um homem que estava morando em sua casa sendo identificado como Isaque Viana Vicente, de 18 anos, que não estava no local, mas passado algum tempo o suspeito chegou ao imóvel e disse aos policiais que seu apelido era Negão.

No local, os militares encontraram uma balança de precisão, um invólucro de substancia aparentado ser pasta base de cocaína (crack), pesando cerca de quatro gramas e R$ 322,50 em dinheiro, provavelmente oriundo da venda de drogas.

Enquanto os militares procuravam evidências de crimes na residência, chegou um homem identificado como Helber Rafael Bardini, de 34 anos, que cumpre pena em regime semiaberto e disse ser dependente químico, e há algum tempo compra drogas de Adriano e Isaque, sendo que para pagar o entorpecente faz limpeza no quintal.

Ainda segundo a ocorrência, Adriano disse para Isaque assumir que a droga era dele, caso contrário, iria matá-lo.

Diante dos fatos, os envolvidos e os produtos aperrrendidos foram levados para a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) e apresentado ao delegado de plantão.

Texto e fotos: Extra de Rondônia

 

 

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO