CEREJEIRAS: presos ateiam fogo em colchões para forçarem agentes a abrirem cela

Arquivado em: Conesul |

 

O caso foi registrado no presídio de Cerejeiras, onde dois apenados atearam fogo em colchões, com a finalidade de forçar  a abertura da cela por parte dos agentes penitenciários.

De acordo com o registro da ocorrência, dois detentos começaram a bater na porta, mais conhecida como bigorna, e dois guardas se dirigiram até o local para ver do que se tratava, quando avistaram uma grande quantidade de fumaça saindo de dentro da cela.

Devido o risco iminente à vida dos presos, os agentes abriram a porta e os apenados avançaram sobres eles na tentativa de fugirem da unidade.

Diante a ação dos detentos os agentes dispararam tiros antimotim contra os dois, os obrigando a se deitarem no chão.

Devido os disparos terem causado ferimentos nas pernas e pés dos baderneiros, os mesmos foram conduzidos ao hospital para receberem curativos, sendo liberados em seguida.

Texto e foto: Extra de Rondônia

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO