mercado paulista

RO tem baixa em números de mortes em estradas federais

Arquivado em: Policial |

 

O número de mortos em acidentes nas rodovias federais de Rondônia caiu 30,61% neste primeiro semestre de 2018. Os dados, obtidos foram divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta semana.

De acordo com a PRF, 49 pessoas morreram vítimas de acidente de trânsito entre janeiro e junho de 2017. Já nos seis primeiros meses de 2018 foram 34 óbitos.

Os dados revelam também uma redução no número total de acidentes (sem feridos, com feridos e mortes). No primeiro semestre do ano passado foram registrados 917 acidentes. Já entre janeiro e junho deste ano ocorreram 804 acidentes, ou seja, uma queda de 12,32%.

Segundo Max Cabral, policial rodoviário federal, a queda no número de acidente ocorreu por causa da conscientização dos motoristas e da fiscalização nas rodovias federais do estado.

“Um fator está diretamente ligado ao outro. A fiscalização bem feita inibe uma conduta abusiva ou irresponsável por parte do condutor. Além da fiscalização ostensiva, ações educativas, como, por exemplo, o ‘Cinema Rodoviário’, sensibilizam os motoristas, que passam a dirigir de modo mais prudente”, diz Max.

A PRF também divulgou que a colisão frontal foi a que mais fez vítimas fatais nas rodovias de Rondônia, sendo 13 óbitos no primeiro semestre do ano passado e 11 até junho deste ano. Em seguida aparece a colisão traseira como a que causou mais mortes.

No primeiro semestre do ano passado não foram registradas mortes por capotamento de veículo. Mas em 2018 esse tipo de acidente entrou na estatística da PRF.

Acidentes por cidades

No levantamento, a PRF divulgou a lista dos municípios de Rondônia que tiveram acidentes, sejam eles com e sem mortes. A capital Porto Velho lidera o ranking, seguida de Ji-Paraná.

Rodovias federais

Rondônia tem atualmente oito rodovias federais sob a supervisão da PRF: BR-364, BR-319, BR-435, BR-174, BR-429, BR-421, BR-425 e BR-230.

A BR-429, que liga Presidente Médici até Costa Marques (RO), está sendo monitorada por uma base montada recentemente em São Miguel do Guaporé.

 

Fonte: G1 RO

Fotos: Ilustrativa/PRF

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO