CEREJEIRAS: secretária que desviou R$ 21 mil de escritório de contabilidade é condenada a mais de um ano de detenção

Arquivado em: Conesul |

 

Uma secretária, que no ano de 2014, desviou a quantia de R$ 21 mil de um escritório de contabilidade de Cerejeiras, foi condenada no último dia 30, a um ano e quatro meses de detenção, mais multa.

Na época do crime, a secretária, que possuía cargo de confiança no escritório, sendo responsável pelo recebimento de honorários advocatícios e emissões de recibos, o que facilitou a ação criminosa, que a levou a desviar a quantia a cima citada.

A agente, que chegava a simular ligações para clientes em forma de cobrança de dívidas que já haviam sido pagas, foi descoberta quando sua chefe cobrou uma cliente, que já havia emitido um cheque caução pelo pagamento de honorários, que havia sido compensado pela ré.

Ao ser descoberta, a jovem de pronto confessou o crime e reembolsou a proprietária do escritório em R$ 10 mil. Porém, antes que se firmasse a acusação do ministério público, o esposo da ré passou para a acusação, um veículo que quitou em definitivo o valor desviado.

No entanto, mesmo a jovem reembolsando a parte lograda e confessando em seu depoimento em juízo, a prática dos delitos, foi condenada pelo juiz Bruno Magalhães Ribeiro dos Santos, a um ano e quatro meses de detenção, mais 13 dias multa, que terá início em regime domiciliar.

Foi vetado o benefício à ré, de cumprir a sentença em pena restritiva de direito, que pode substituir à privativa de liberdade, por perda de bens e valores, prestação de serviço à comunidade ou a entidades públicas. De acordo com o entendimento do juiz, foi aplicado o regime mais brando e benéfico para o regime inicial de cumprimento da pena, dando ainda a ré, o benefício de recorrer da sentença em liberdade.

Texto e foto: Extra de Rondônia

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO