Detentos fogem de presídio em Ariquemes e podem estar na região de Vilhena

Arquivado em: Policial |

 

Por volta das 20h45m, de segunda-feira, 06, quatro detentos do presídio de Ariquemes, fugiram após a distribuição de água nos pavilhões.

Informações dão conta de que o alarme de uma das guaritas foi acionado e foram ouvidos disparos. Imediatamente os Agentes Penitenciários correram para o local, onde se depararam com alguns presos escalando a cerca de contenção.

Foram efetuados vários disparos de munição antimotim, a fim de evitar que os outros presos que permaneciam na cela saíssem, porém, não foi o suficiente para conter aqueles que já estavam em fuga. Todos os presos que estavam na cela B9 foram retirados para a quadra do banho de sol, onde após conferência, foi constatada a fuga dos seguintes presos:

Ermerson Pio, de 31 anos, vulgo “Polaquinho”, preso pela PM em janeiro de 2018, quando seguia pela Avenida Jamari no Setor 02, com uma motoneta da marca Honda, modelo Biz, que o mesmo havia roubado na noite anterior no Setor 09.

Leandro de Melo Cunha, 31 anos, preso pela Polícia Civil na Balança da BR-421 em 2016, ao ser dado cumprimento ao mandado de prisão aberto em seu desfavor por um crime de homicídio em Monte Negro, onde um casal foi morto a tiros.

Nelson Oliveira dos Santos, 33 anos, vulgo “Nego do Boi”, preso com moto roubada em uma tentativa de latrocínio em agosto de 2017 no Jardim das Pedrinhas.

Stanley Silva de Souza, 31 anos, vulgo “Balote”, cumpria pena por vários assaltos e um latrocínio na região de Jaru, mas foi transferido para o presídio de Ariquemes.

Quem tiver alguma informação referente ao paradeiro dos foragidos, pode entrar em contato com a Polícia Militar pelo número 190 ou com a Polícia Civil pelo 197, que terá sua identidade mantida sob sigilo.

Leandro de Melo Cunha

Nelson Oliveira dos Santos

Stanley Silva de Souza

Fonte: Ariquemes 190

Fotos: Divulgação

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO