mercado paulista

Vilhena é alvo de operação da PF contra tráfico interestadual de drogas

Arquivado em: Policial |

 

Vilhena está entre cidades alvos da “Operação Sativa”, deflagrada na manhã desta quarta-feira, 10, pela Polícia Federal (PF), que visa o combate ao tráfico interestadual de drogas.

Os trabalhos estão sendo realizados através da Delegacia de Repressão a Drogas (DRE) e do Grupo de Investigações Sensíveis (GISE).

Ao todo foram expedidos pela Vara de Delitos de Tóxicos de Porto Velho, 19 mandados de prisão, 16 mandados de busca e apreensão, sendo 04 deles cumpridos em unidades prisionais da própria capital, com o apoio da Gerência de Informação e Inteligência da SEJUS e do Grupo de Ações Penitenciárias Especiais (GAPE).

Os mandados também estão sendo cumpridos em Ji-Paraná, Campo Grande/MS, Pontal do Paraná/PR, Campina Grande do Sul/PR e Colombo/PR.

A Justiça determinou também o bloqueio de 20 contas bancárias dos investigados utilizadas para a movimentação dos valores relacionados com a venda dos entorpecentes.

As investigações tiveram início no dia 05 de junho deste ano, com a prisão em flagrante de um casal em Porto Velho, em posse de aproximadamente 60kg de maconha.

A partir da análise dos telefones celulares apreendidos com casal foi possível delinear toda a forma de atuação do grupo criminoso.

As drogas eram fornecidas por um indivíduo residente na cidade de Campo Grande/MS e transportadas até a capital por intermédio de motoristas residentes no estado do Paraná, ocultas no interior de cargas lícitas em caminhões.

Todo o esquema de compra e venda de drogas era gerenciado por um dos investigados que se encontra preso em unidade prisional de Porto Velho, controlando a ação de diversos outros comparsas, sobretudo familiares.

Durante as investigações foram realizadas 04 apreensões de substâncias entorpecentes, totalizando aproximadamente uma tonelada e 700 quilos de maconha, além de insumos utilizados no preparo e refino das drogas.

Além da prisão do casal acima citado, foram apreendidos cerca de 700kg de maconha no último mês de julho, em Vilhena e 940kg na cidade de Campo Grande/MS no mês de agosto.

Em setembro de 2018, em cumprimento a mandado de prisão preventiva e busca e apreensão expedido pela Vara de Delitos de Tóxicos, autuou-se novamente em flagrante delito a mesma investigada que havia sido presa no início das investigações e colocada em liberdade durante audiência de custódia, sendo encontrado em sua posse insumos químicos utilizados para o refino de cocaína, uma quantidade de maconha pronta para a comercialização, além de petrechos para a venda dos entorpecentes.

Os presos serão encaminhados para unidades prisionais e permanecerão à disposição da Justiça Estadual.

Texto: Extra de Rodônia/Assessoria

Fotos: Polícia Federal

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO