Jaime Bagattoli

O empresário Jaime Bagattoli reuniu à imprensa local na manhã deste domingo, 14, para entrevista coletiva no comitê de campanha do PSL em Vilhena.

Acompanhado de apoiadores e simpatizantes, Bagattoli retirou seu apoio à candidatura de Coronel Marcos Rocha, que disputa o governo do Estado, e explicou o motivo: Rocha estaria ignorando o vilhenense.

O Extra de Rondônia havia antecipado a decisão do empresário em matéria divulgada em primeira-mão neste sábado. Leia AQUI

Na coletiva, o empresário lembrou que obteve nas urnas mais 212 mil votos e que disse que queria ajudar mais, principalmente, quando Rocha visita a cidade de Vilhena e as do Cone Sul.

“Não vou acompanhá-lo porque ele não quer a minha presença. Então, acho que ele acredita que eu posso atrapalhar. Ele não me liga, fez agenda no Cone Sul. Tive 212 mil votos, e quero sair com ele pedindo votos. Mas ele não quer que eu participe. O pior é não ser convidado a estar junto quando ele visita a minha terra. Desejo sucesso a sua campanha, mas eu não participo mais”, justificou.

ORIENTAÇÃO DE CONFÚCIO

Durante a coletiva, Bagattoli mostrou um vídeo do ex-governador Confúcio Moura dando conselhos a Marcos Rocha, que foi secretário estadual de segurança pública na gestão do emedebista.  “Este vídeo deixou-me preocupado”, analisou.

Em outros vídeos, o ex-secretário geral do PSL, João Cipriano, e o deputado federal eleito Coronel Chrisóstomo elogiam o trabalho de Bagattoli e o consideram nova liderança do partido em Rondônia. “Você é um homem de honra, vitorioso, nosso líder maior da sigla no Estado. Você conquistou Rondônia”, disse Cipriano, que deixou o PSL neste sábado. Relembre AQUI

PSL E PSDB APOIAM BOLSONARO

O empresário também disse que o presidenciável não sabe de sua decisão, mas garantiu que está firme no propósito de eleger Bolsonaro.

Ele comenta que assim como o PSL, o PSDB, que tem Expedito Júnior como candidato ao governo, está abraçando a campanha de Jair em Rondônia. “Jair tem só a agradecer aos dois partidos que estão disputando”, frisou.

https://

SUPOSTO APOIO DO CASAL RAUPP

Bagattoli também criticou o suposto apoio do senador Valdir Raupp, da sua esposa deputada federal Marinha Raupp e de Confúcio Moura. “Isto a população ainda não enxerga. O casal Raupp gastou mais de R$ 4 milhões do Fundo Partidário, dinheiro público, dinheiro que levaram da saúde, educação e nem mandatos têm mais. E digo mais uma vez: Se Marcos Rocha se aliar a essas pessoas será o homem mais traidor que possa existir, vai trair todo o povo de Rondônia”, desabafou.

https://

O vilhenense encerrou a entrevista dizendo que não irá se afiliar a outro partido ou pedir voto ao adversário.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

Vídeos: Extra de Rondônia

Mercado Paulista

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO