mercado paulista

Diretora esclarece fato envolvendo acompanhante em hospital de Cerejeiras

Arquivado em: Conesul |

 

A diretora do hospital municipal São Lucas, de Cerejeiras, entrou em contato com a redação do Extra de Rondônia, na sexta-feira, 19, onde esclareceu o fato envolvendo acompanhante de uma paciente que reclamou a falta de ministração de medicamentos e de uma cama ou colchão disponível para que ela descansasse enquanto fazia companhia para sua mãe que estava internada.

De acordo com Marli Alves, diretora da unidade hospitalar, a paciente Dulcineia Rodrigues dos Santos, moradora da 4ª Eixo Km 3,5 – entre a linha 5 e a linha 6, município de Pimenteiras, deu entrada no pronto-socorro do hospital São Lucas, em Cerejeiras, as 19h15, sendo atendida pela médica plantonista e equipe de enfermagem, no qual foi medicada e mantida em observação.

Entretanto, no dia 18 do corrente, foi reavaliada e permaneceu em observação com solicitação de exames para fechar o diagnóstico.

Contudo, após os procedimentos necessários foi reavaliada e informada que a mesma seria regulada, ou seja, transferida para outro hospital para tratamento especializado.

Com isso, foi encaminhada para o hospital  Heuro de Cacoal. A paciente foi levada por uma ambulância do município de Pimenteiras, acompanhada de uma equipe técnica.

Porém, Marli ressalta que quanto ao relato da acompanhante, é importante salientar que todos têm atendimento, mas a prioridade é para pacientes, e há nenhum momento foi dito a ela que pudesse retirar um colchão de outra enfermaria e muito menos que colocasse no chão. Haja vista, que é para a própria segurança do acompanhante, pois não é permitido devido ambiente poder estar contaminado.

Por fim, a diretora afirma que administra o hospital São Lucas, tentando realizar o melhor para os munícipes de Cerejeiras e região.

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

 

 

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO