mercado paulista

Secretario comenta avanços e desafios nesses três meses à frente da saúde de Vilhena

Arquivado em: Política |

Afonso Emerick

O secretário municipal de saúde (Semus), Afonso Emerick, visitou na tarde de terça-feira, 04, a redação do Extra de Rondônia para falar sobre os desafios e conquistas nesses os três meses no comando da pasta em Vilhena.

De acordo com Afonso, nesse período vem adequando a Semus da melhor maneira possível. “Se você me perguntar hoje se estou contente com saúde de Vilhena, minha resposta é não. Ainda é preciso melhorar, mas conseguimos avançar muito, principalmente na parte de organização de serviço. Assim como fechar diversas licitações que estavam em processo”, explica.

MEDICAMENTOS

O secretario garantiu que há medicamentos básicos para atender no Hospital Regional e nas Unidades Básicas de Saúde. Mas, enfatizou que estão em falta medicamentos específicos que já foram solicitados. “Dos 180 itens de medicamentos que solicitamos, já conseguimos 177. Com isso, vamos virar o ano com orçamento para a compra de medicamentos na saúde de Vilhena”, frisou.

PAGAMENTO PARA SERVIDORES

O chefe da pasta explicou que será priorizado o pagamento para os servidores da saúde, que devem receber o décimo terceiro até o final desta semana e o salário de dezembro dentro prazo.

“O prefeito Eduardo Japonês tem cobrado bastante em relação à valorização dos servidores e cortar gastos para conseguir fechar a folha de pagamento, como também regularizar os salários dos médicos, e acredito que vamos conseguir”, destacou.

CONTRATAÇÃO DE ESPECIALISTAS

Afonso disse que está sendo contratado um neurocirurgião, que deve começar atender em janeiro se 2019 para ajudar nos atendimentos no Hospital Regional de Vilhena.

NOVOS PROFISSIONAIS DO “MAIS MÉDICOS”

Segundo Emerick, com o retorno dos médicos cubanos ao seu país de origem, a Semus realizou um chamado urgente de médicos brasileiros para substituir esses profissionais, que já tomaram posse e começaram a trabalhar na rede básica de saúde do município.

Além disso, Afonso reforçou que, após finalizar a seletiva de enfermeiros e técnicos de enfermagem, será solicitado um concurso público que deve ser realizado no primeiro semestre de 2019.

CANCELAMENTO DA PORTARIA DOS R$ 7 MILHÕES

O chefe pasta revelou que recebeu uma ligação do senador Valdir Raupp e Ivo Cassol para ver uma forma de resolver a portaria de pagamento dos R$ 7 milhões que foi cancelado.

Ele disse que estranhou que a portaria fosse cancelada, mas enfatizou que é grande a possibilidade de reverter essa situação. “Essa emenda vai fazer muita falta na secretaria e realmente fiquei chateado com a situação”, revelou. Relembre AQUI

O secretário ressalta que a demanda da saúde de Vilhena é grande e pelo tamanho de serviços o orçamento é pequeno, mas destacou que tem condições de melhorar.

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO