aftosa 728×90

 

O corpo de Julmar de Paula Vieira, de 46 a anos, assassinado com um tiro de espingarda na cabeça, no dia de Natal, foi localizado pela Polícia Civil, na tarde desta terça-feira, 08, no rio Iquê, localizado no quilômetro 60 da BR-174, área rural de Vilhena.

O homem que já tinha sido dado como desaparecido pelo proprietário do sítio onde estava residindo, foi a um bar com amigos e não retornou mais.

Porém, um jovem, conhecido por “Carlinhos” e que reside próximo ao local, disse ao proprietário, que havia estado com Julmar até às 20h00 daquele dia e desde então também não o viu mais.

No entanto, a suspeita do denunciante de que “Carlinhos” pudesse ter feito algo contra Julmar, levou os policiais  a questionar o suspeito, que de fato se chama Carlos André Vieira Zimermamm, de 32 anos, que hoje acabou confessando ter a assassinado o caseiro e desovado seu corpo no rio Iquê.

De acordo com Carlos, que neste momento presta depoimento na delegacia, ele matou Julmar devido este ter furtado sua motosserra.

O corpo do caseiro foi localizado pelos agentes do Serviço de Identificação e Captura (Servic), da Delegacia de Homicídios e por mergulhadores do Corpo de Bombeiros já em estado de putrefação e foi removido pela funerária Dom Bosco.

Há informações de que Julmar é irmão de um policial militar que atua em um município próxima a Porto Velho.

Texto e fotos: Extra de Rondônia

 

aftosa 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO