Após um assalto ocorrido na segunda-feira, 07, em uma loja de materiais para construção, localizada na Avenida Melvin Jones, em Vilhena, a Polícia Militar acessou as gravações do sistema de segurança da empresa e logrou êxito na identificação dos infratores, dando início às buscas pelo paradeiro dos mesmos.

Após horas de buscas e monitoramentos, na manhã de terça-feira, 08, em fim um dos suspeitos foi visto saindo de uma residência localizada na Rua 1505, no Bairro Cristo Rei, onde foi abordado e identificado como Maiq Grabriel de Oliveira Teixeira, de 19 anos.

Ao ver as imagens do crime, Maiq acabou confessando o delito e afirmando que as joias e parte do dinheiro, tinham sido levados por sua mãe para uma residência situada próximo a Lagoa da Prata, zona rural de Vilhena, pois estavam em processo de mudança e os objetos tinha sido escondidos em meio a mobília.

Antes de se dirigirem até o endereço informado por Maiq como sendo sua nova morada, os militares foram a até a casa Vitor Manoel Souza da Silva, de 18 anos, que segundo o agente, tinha sido seu cúmplice no crime, ficando incumbido apenas de pilotar o veículo usado no delito.

Na casa de Vitor foram localizados 234 gramas de cocaína e quatro de maconha, que segundo ele, eram destinadas para o comércio.

Já na casa de Maiq, os militares encontraram os relógios e as joias, assim como dois aparelhos celulares. Também foi apreendido um isqueiro com formato de arma de fogo, porém, o jovem relatou que para o assalto fez uso de uma faca.

Diante dos fatos, os suspeitos receberam voz de prisão por roubo e tráfico de entorpecentes, sendo apresentados na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para o registro da ocorrência.

Texto e fotos: Extra de Rondônia


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO