mercado paulista

Frota de veículos em Vilhena tem aumento de mais de 15% nos últimos cinco anos, afirma Detran

Arquivado em: Variedades |

 

A frota de veículos registrada em Vilhena aumentou mais de 15% nos últimos cinco anos. De acordo com os dados divulgados pelo Departamento Estadual de Transito de Rondônia sede de Vilhena (Detran), a quantidade de veículos registrados no município em 2014 era 50.436, enquanto em 2018, a frota aumentou para 59.369.

Segundo o Detran, os carros e motocicletas são os veículos de maior circulação nas ruas e avenidas da cidade. Conforme a estatística, Vilhena possui um veículo para cada 1,6 habitantes, e esse número reflete o colapso vivenciado diariamente pelos quase 100 mil moradores.

Quanto a taxa de crescimento da frota de veículos, o Detran divulgou que entre 2014 a 2015, a quantidade de veículos foi de 50.436 para 52.403 veículos, sendo um porcentual de 3,6%. Em 2016, a frota aumentou para 54.930 veículos, que representa um aumento de 4,5%. Em 2017, a quantidade de veículos em Vilhena subiu para 57.391, sendo um crescimento 5,5% na frota.

Já em 2018 o número de veículos registrados pela circunscrição é 59.369, tendo um aumento apenas de 3,2%, ano em que teve uma queda no porcentual na frota. Mas, no total nos últimos cinco anos em Vilhena o porcentual foi de 16,8%.

Ainda com dados divulgados pela circunscrição, 2.897 veículos novos foram emplacados e 2.675 veículos de outras localidades fizeram transferência de placas para Vilhena.

O aumento de circulação de veículos na cidade faz com que haja mais preocupação com a segurança no trânsito. De acordo com as ocorrências registradas pela Polícia Militar de Trânsito (Ptrân), cerca de cinco acidentes acontecem por dia no município.

Para o motorista Raul Camilo, 32 anos, o aumento da frota de veículos nas principais avenida e ruas de Vilhena tem deixado o trânsito cada vez mais lento em horários de pico. “Tem momentos que o estresse chega a ser grande com esse trânsito, sem contar que alguns motoristas não respeitam a legislação, não cedem a preferência, fecham o cruzamento”, argumento o condutor.

De acordo com o capitão da reserva da PM José Francisco Teixeira especialista em educação de trânsito, mesmo diante das dificuldades financeiras que o país passa, as concessionarias mantiveram suas vendas e Vilhena é uma das cidades que teve um bom crescimento na frota de veículos.

O especialista disse também que há 10 anos circulavam em Vilhena mais de 7 mil motocicletas e hoje o número triplicou para cerca de 23 mil. Segundo ele, o número de vítimas de acidente de trânsito  tem gerado 1038 vítimas anuais, sendo na sua maioria motocicletas. Com isso, o número de vítimas de acidente de trânsito nos últimos cincos anos foi mais de 5 mil.

Texto e fotos: Extra de Rondônia

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO