aftosa
Carlinhos (à esq) ao lado dos membros da Mesa Diretora

Através do ofício 073/2019/NAE/PJSLO proferido no último 6 de fevereiro, a promotora de Justiça Daeane Zulian Dorst, recomendou ao vereador Antônio Carlos Argiona, popular “Carlinhos da 90”,  que torne sem efeito o resultado da eleição que o reconduziu ao cargo de presidente da Câmara de Vereadores no município de Parecis, na região da Zona da Mata rondoniense.

De acordo com Daeane, o parlamentar, que foi presidente do Legislativo até 31 de dezembro de 2018, foi reconduzido ao cargo numa eleição antecipada para o biênio 2019/2020, com vício pela ilegalidade material e tocante desrespeito à Lei Orgânica desse Município e regimento interno da Casa de Leis.

Devido a estes fatos, ela recomendou a realização de uma nova votação para presidir o Legislativo e concedeu 10 dias de prazo para respostas e providências. Tendo em consideração a data de recebimento (dia, 7), o prazo vence nesse domingo, 17.

Ouvido pelo Extra de Rondônia, “Carlinhos da 90” disse que a eleição transcorreu na forma regimental, que ampara a eleição antecipada. Leia mais AQUI

Na eleição supostamente ilegal, foram eleitos para a Mesa Diretora: além de Carlinhos na presidência, está Luiz Carlos Valentim de Souza (vice), Adalberto Amaral de Brito (1° Secretario) e Fabiene Alves da Silva (2° Secretario). (FOTO EM DESTAQUE)

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Divulgação

aftosa 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO