Valdir Raupp

No dia 31 de janeiro acabou o mandato do agora ex-senador da República Valdir Raupp, do MDB.

Com isso, o emedebista agora quer de volta o pagamento mensal de sua pensão vitalícia especial, direito adquirido pelo fato de já ter governado o Estado de Rondônia.

O benefício foi extinto na gestão Confúcio Moura após apresentação de um Projeto de Lei editado pelo ex-deputado estadual Hermínio Coelho.

O direito adquirido não é alcançado pelos efeitos da legislação que derrubou a pensão; vale pontuar que o dispositivo legal garantia aos beneficiários percepção financeira mensal que acompanha o reajuste no salário do governador vigente.

Assim, caso Valdir Raupp seja reintegrado à folha de pagamento do Estado, receberá a mesma quantia que o salário do governador Coronel Marcos Rocha (PSL), ou seja, pouco mais de R$ 25 mil mensais.

O último ex-chefe do Executivo rondoniense a perceber os valores da pensão vitalícia foi João Cahúlla, que assumiu mandato-tampão durante menos de um ano após a renúncia de Ivo Cassol em 2010. Cassol, à época, largou o posto para concorrer ao Senado.

Salário que recebe o ex-governador João Cahulla

 

Texto: Rondônia Dinâmica

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO