PM em ação/Foto: Extra de Rondônia

A Polícia Militar (PM) teve muito trabalho na tarde de domingo, 6, quando fazia patrulhamento pela Avenida 1512, no Bairro Cristo Rei, em Vilhena.

Durante a patrulha, os militares perceberam que num bar no endereço citado, havia uma aglomeração de pessoas, além disso, nenhuma delas fazia uso de máscara, desrespeitando o decreto municipal que proíbe ajuntamento de pessoas durante a pandemia.

Com isso, foi feito incursão no local denominado bar “Os Butequeiros”, ao perceberem a presença da polícia, muitos empreenderam fuga. Porém, foi identificada D.R.V., como proprietária do estabelecimento, na qual estava de posse de um simulacro de arma de fogo, R$ 244,00 em dinheiro e dois invólucros de substância análoga a maconha pesando um grama.

Um dos frequentadores não gostou da abordagem e dirigiu palavras de baixo o calão contra os policias dizendo, “policial filho da puta, cão que muito late tem que morrer”, enquanto outro frequentador atrapalhava o trabalho dos militares, sendo necessário uso de algemas e técnicas para conter os ânimos da dupla que estava exaltada, ou seja, estavam descontrolados.

Diante dos fatos, os envolvidos foram levados para a Unisp e apresentados ao delegado de plantão para providências cabíveis.

sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO