Cacoal, RO / Foto: Divulgação

Assinado pelo prefeito Adailton Fúria (PSD), a portaria nº 036/2021, que nomeia a comissão de visitas sociais do programa “Minha Casa, Minha Vida” em Cacoal, foi publicada na edição desta quinta-feira, 24, no Diário Oficial dos Municípios.

Na prática, a comissão vai analisar o caso das famílias que forma contempladas no polêmico sorteio das casas populares do Residencial “Cidade Verde”, realizado no final de dezembro passado.

O caso gerou dor de cabeça para as autoridades municipais devido a supostas irregularidades no sorteio, o que provocou uma série de manifestações. Em abril, Fúria chegou a dizer que “o sorteio nunca existiu, cutucou a ex-prefeita e pediu investigação da Polícia Federal (leia mais AQUI).

Contudo, a comissão ora publicada é formada por um chefe de coordenação, uma assistente social e quatro vereadores: João Pichek (presidente), Edmar Kapiche, Paulo Henrique e Luiz Fritz. A portaria esclarecer que a nomeação e o desempenho das atividades dos membros não serão remunerados.

Na sessão ordinária de 14 de junho, a Secretária Municipal de Ação Social e Trabalho (Semast), Michelle Pavani, convocada à sessão para explicações sobre o caso, anunciou a criação da comissão e o início dos trabalhos para resolver o caso das casas populares.

Quatro vereadores na comissão / Foto: Divulgação
sicoob credisul

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO