Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Crime aconteceu em hotel da cidade de Vilhena
Crime aconteceu em hotel da cidade de Vilhena
Estamos em guerra 468×60

Na tarde do último domingo, dia 24, foi encontrado o corpo de Anísio Pereira de Andrade, no hotel Cariman, em Vilhena. A vítima foi encontrada por funcionários do hotel, que, ao entrarem no quarto,  encontraram-no com um lençol enrolado no pescoço, com o qual fora enforcado.

Ao ser comunicada a Delegacia de Polícia Civil, uma equipe composta por Delegado, investigadores e peritos criminais compareceram ao local do crime e a investigação foi iniciada. O suspeito, Ademar Romero, colega de trabalho da vítima numa empresa sediada em Ji-Paraná – RO,  foi apontado como suspeito. Ambos, suspeito e vítima, estavam em Vilhena a serviço, sendo apurado que Ademar abandonou o hotel na noite anterior ao descobrimento do  crime (sábado 23/11), por volta das 21 horas.

A investigação aponta provas relevantes da autoria desde crime de homicídio, bem como que o suspeito, Adema,r teria fugido para Cacoal e, de lá, teria retornado com destino ao interior de São Paulo.

A Polícia Civil em Vilhena, que já havia representado pela Prisão Preventiva do suspeito, cujo mandado de prisão foi prontamente expedido pelo Judiciário local, entrou em contato com a Polícia Rodoviária Federal, localizada na entrada da cidade de Várzea Grande-MT, onde  Ademar  acabou sendo preso, dando-se assim cumprimento ao mandado de prisão que fora repassado pela Delegacia de Polícia Civil de Vilhena.

 

Texto: Extra de Rondônia

Fonte:  Delegacia Regional de Vilhena (Assessoria)

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO