Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

 

assalto-correio-capaMoradores e comerciantes do Distrito de Jaci Paraná, distante cerca de 90 Km de Porto Velho, passaram por momentos de tensão na manhã desta segunda-feira (25), quando uma quadrilha fortemente armada chegou à agência dos Correios e anunciou o assalto. Todo o desenrolar da situação começou quando o bando assaltou uma família que estava em um veículo Nissan, sendo pai, mãe e filho. Após o roubo deste primeiro carro, pai e mãe foram obrigados a entrarem em um matagal e ficaram reféns de dois dos assaltantes.

Os outros quatro bandidos usaram o veículo Nissan para fuga, levando o filho do casal como refem. Posteriormente, o bando assaltou um fazendeiro, na linha 101 sentido União Bandeirantes. A vítima estava na companhia de um amigo, indo visitar sua propriedade quando teve o veículo GM Blazer de cor cinza roubado.

Logo depois, os quatro assaltantes e as três vítimas (fazendeiro, o amigo e o filho do casal) voltaram até onde ocorreu o primeiro roubo e abordaram um terceiro veículo, GM Corsa, que ali passava. No Corsa, os assaltantes colocaram o Fazendeiro e mandaram o motorista seguir sem olhar pra trás. As duas vítimas que estavam no matagal com os assaltantes se reuniram com o filho e com o amigo do fazendeiro e foram liberados, sendo que todos foram embora no veículo Nissan.

Após este episódio, a quadrilha se dirigiu até a agência dos Correios, que fica às margens da BR364. Ao chegarem na agência, armados com metralhadoras, pistolas e escopeta calibre 12, os elementos anunciaram o assalto, rendendo diversos clientes e cidadãos que passavam pela rua. A guarnição comandada pelo Tenente da Policia Militar, Cisne, estava saindo do batalhão quando se deparou com o roubo em andamento.

Fora pedido apoio e outras guarnições rapidamente cercaram a agência. Para evitar que os policiais atirassem, os assaltantes fizeram um “muro humano”, colocando cerca de oito reféns em frente à agência, para inibir a ação da PM. Após cerca de 20 minutos, o bando colocou alguns dos reféns em cima do capô e teto da Blazer e fugiram com uma certa quantidade em dinheiro, disparando vários tiros para o alto e contra os policiais.

A Polícia Militar de Porto Velho enviou várias viaturas da COE (Comando de Operações Especiais) para o local, juntamente com o helicóptero Falcão 01, também da PM, para auxiliar nas buscas. Devido ser uma área de grande mata, os policiais enfrentaram diversos problemas para conseguir encontrar a quadrilha. Uma viatura da PRF que seguia os assaltantes acabou sendo alvejada por diversos tiros, ficando sem condições de trafegar.

A guarnição do TEN PM Cisne encontrou com parte do bando dentro do matagal. Houve intensa troca de tiros e os meliantes deixaram para trás uma mochila com grande quantidade de dinheiro. As buscas continuam no local e a Policia Militar e Policia Rodoviária Federal não medem esforços para prender esta quadrilha de assaltantes.

assalto-correio-1

assalto-correio-2

assalto-correio-3

assalto-correio-4

assalto-correio-5

Fonte: News Rondônia

 

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO