dengue 728×90 – 2
José Bianco é presidente estadual do Democratas
José Bianco é presidente estadual do Democratas

O Tribunal de Justiça de Rondônia, atendendo a Policia Civil de Rondônia, determinou busca e apreensão, além de sequestro e indisponibilidade de bens, de várias empresas e ex-servidores de confiança da gestão do ex-prefeito José Bianco (DEM) do município de Ji-Paraná.

Todos são acusados de engendrar um esquema responsável pelo desvio de R$ 3.302.186,57 da Prefeitura de Ji-Paraná. Segundo a Polícia Civil, a Operação “Carta Marcada” levou esse nome porque constantemente, as mesmas empresas eram declaradas vencedoras dos certames licitatórios de responsabilidade daquela prefeitura.

Os fatos ocorreram, em tese, no período de 2009 a 2012, sem prejuízo da descoberta de outros crimes. Os trabalhos resultaram na expedição e cumprimento de 13 (treze) mandados de busca e apreensão,  04 (quatro) afastamentos provisórios de função pública e 09 (nove) proibições temporárias de acesso às dependências da prefeitura daquele município.

Foram realizadas buscas e apreensão em vários endereços de pessoas físicas e jurídicas. Ninguém até o momento foi preso. As empresas e as pessoas investigadas são as seguintes:

1.    ARNALDO BIANCO

2.    JORGE MUNIZ BARRETO

3.    RONALDO CIECHORSKI

4.    JHONY LUAN MELO

5.    NOEMI BRIZOLA

6.    ALMIR DOS SANTOS

7.    L. F. FERREIRA / EXPRESS COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA

8.    DISTRIBUIDORA DE ÁGUA MINERAL MORAIS LTDA

9.    SANTOS & CARVALHO LTDA

10.    LOBO E GONÇALVES LTDA

11.    N & N DUARTE LTDA ME

12.    JJ COMÉRCIO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA LTDA

13.    ANHANGUERA AUTO PEÇAS LTDA

14.    PAPELARIA MONTE CASTELO LTDA

15.    INK JET INFORMÁTICA E PAPELARIA LTDA

16.    V. C CONSTRUTORA LTDA

17.    M. R. DE BARROS LTDA

18.    CONSTRUTORA E EMPREENDIMENTOS VITÓRIA

 

Texto: Rondoniagora

Foto: Divulgação

 

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO