dengue 728×90 – 2
Bairro Embratel está em péssimo estado de conservação
Bairro Embratel está em péssimo estado de conservação

A redação do Extra de Rondônia recebeu uma informação, na manhã desta quarta-feira, 4, dando conta de que algumas ruas do Bairro Embratel, em Vilhena, estão em péssimo estado de conservação. Uma equipe de reportagem foi até o local e registrou, através de fotos, o caos que se encontram as ruas do local.

Na avenida Bela Vista, por exemplo, o maquinário da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) iniciou um trabalho de recuperação na última terça-feira, 3, porém ao começar a chover as máquinas foram retiradas do local e não retornaram. Resultado: a lama tomou conta da avenida e automóveis que não atolam, conseguem trafegar com muita dificuldade, correndo risco de perder o controle e acertar os muros, postes de luz, e até mesmo pedestres que se equilibram para não cair na lama.

Os moradores do bairro até aceitaram conversar com os repórteres desta página eletrônica, porém preferem resguardar suas identidades. Um morador da Avenida Boa Vista contou que o maquinário da prefeitura não passou sequer cascalho na rua, e não informaram para onde iriam.

Em outras ruas o que se vê é morador se defendendo das poças d `água, que a cada chuva vão aumentando seus tamanhos e aos poucos invadindo as residências. Muitas casas já estão ilhadas e os moradores têm que passar dentro das poças para conseguir chegarem em casa depois de um dia de trabalho.

A avenida principal do Bairro Embratel é o principal reflexo do caos que se tornou o bairro. Completamente esburacada o rua permite aos condutores de automóveis uma velocidade máxima de 20 km/ h, pois acima disso os veículos podem ser danificados. Os Jornalistas do Extra de Rondônia puderam conferir de perto a dificuldade que uma viatura da Polícia Militar (PM) teve para atender uma ocorrência.

Com pressa para chegar ao local os militares não podiam acelerar a viatura para atender à solicitação. O problema se agravou por conta da falta de sinalização no bairro. Os PMs tiveram dificuldade para encontrar a rua onde foram chamados porque não há sequer uma placa indicando os nomes das ruas.

O problema aumenta com a chegada da noite. Mal iluminado muitos moradores não conseguem sair de casa, pois não têm carros e são impossibilitados de trafegar a pé por conta do péssimo estado das ruas, o que facilita a ação de bandidos, pois para atravessar as enormes poças d’água os pedestres têm que passar por carreadores cuja maioria não apresenta segurança alguma.

Existe uma promessa feita no bairro de que a Semosp irá realizar os serviços de cascalhamento. Porém, com a chegada das chuvas o trabalho que já era lento, torna-se ainda mais deficiente.

rua 1

rua 2

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Rômulo Azevedo

Fotos: Rômulo Azevedo

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO