Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
“Casa do Marceneiro" negou a pratica de cobrança abusiva
“Casa do Marceneiro” negou a pratica de cobrança abusiva
Estamos em guerra 468×60

A empresa vilhenense “Casa do Marceneiro”, enviou nota ao Extra de Rondônia,  negando a pratica de cobrança abusiva na venda de suas mercadorias através de pagamentos por meio de cartões de crédito/ débito. A matéria acusando a referida empresa foi veiculada nesta quarta-feira, 4, baseada em Recomendação encaminhada ao site pelo promotor de justiça Curador do Consumidor, Elício de Almeida e Silva.

Na nota, a empresa explicou que “nossa política de venda é clara, e que os preços praticados, tanto na venda em dinheiro, cartão de débito e c redito, em parcela única, têm o mesmo percentual de desconto”.

De acordo com a acusação, a Casa do Marceneiro cobra preços diferenciados no pagamento em dinheiro e no cartão de crédito/débito. Em função desta situação, o promotor de Justiça alertou aos proprietários dos comércios que não é permitido cobrar taxas, juros, ou multa sob o preço que seus produtos são oferecidos àqueles que quiserem efetuar o pagamento com seus cartões.

>>> Veja a nota da empresa:

CONFORME NOTÍCIA VINCULADA NESTE JORNAL A EMPRESA: CASA DO MARCENEIRO VEM A PUBLICO ESCLARECER QUE EM MOMENTO ALGUM PRATICOU OU PRATICA COBRANÇA ABUSIVA NA VENDA DE SUAS MERCADORIAS, NOSSA POLITICA DE VENDA É CLARA, OS PREÇOS PRATICADOS TANTO NA VENDA EM DINHEIRO, CARTÃO DE DÉBITO E CARTÃO DE CRÉDITO EM PARCELA ÚNICA TEM O MESMO PERCENTUAL DE DESCONTO.

A EMPRESA SE COLOCA A DISPOSIÇÃO PARA MAIORES ESCLARECIMENTO OU DÚVIDAS, TANTO PESSOALMENTE NA EMPRESA OU PELO TELEFONE 3322-1115 COM O PROPRIETÁRIO AURIEL SCHULZ

ATENCIOSAMENTE

CASA DO MARCENEIRO

 

>>> Leia mais a respeito do assunto no link abaixo:

http://www.extraderondonia.com.br/2013/12/04/empresa-pratica-cobranca-abusiva-no-cartao-e-promotor-de-justica-alerta-consumidores/

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO