dengue 728×90 – 2

sessão dos vereadores (7)A vereadora Maria José da Farmácia (PDT) usou a tribuna nesta terça-feira, 10, para criticar um Projeto de Lei proposto pelo poder executivo, e aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores. Em conversa com a equipe de reportagem do Extra de Rondônia a parlamentar explicou que não concorda com a alteração da lei 125, de 19 de novembro de 1986, a qual institui o código de obras do município, e regulamenta a dimensão dos terrenos para construção de postos de combustíveis.

Até esta terça-feira, 10, os postos de combustíveis tinham que ter, pelo menos 700 m². Com a alteração na lei, os novos empreendimentos devem ter, no mínimo, 500m². A redução não agradou a vereadora, que tem um empreendimento do gênero e teve que comprar mais um terreno para se enquadrar na lei. “Nós procuramos a prefeitura, no início da construção, para pedir ajuda com relação ao problema, e não fomos atendidos. Agora, quando é para ajudar um parceiro da administração é só alterar a lei e pronto. São dois pesos e duas medidas”, disse na tribuna.

Ela ressaltou que votaria favorável ao projeto, porém continuaria não concordando com a medida. “Só existe lei no município para ser descumprida. Porque criar novas leis, se as que já existem não são cumpridas e vivem sendo alteradas?”, questionou a parlamentar.

Em seu discurso Maria José afirmou que o prefeito Zé Rover (PP) não é uma má pessoa, “mas é um menino birrento”, disse. “Quando nós lhe procuramos para pedir ajudar com relação ao nosso posto, ele não nos atendeu. Para seu companheiro de política, alterou a lei e mandou me dizer que a empresa irá gerar empregos. No meu empreendimento nós já estamos gerando empregos desde o início da construção, que foi em 2010. Votei a favor para não barrar a geração de empregos, mas não é justo por parte do executivo esse projeto de lei. Não concordo com isso”, arrematou a pedetista.

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Rômulo Azevedo

Foto: Extra de Rondônia

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO