Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

 

capa-1Depois do clima de terror e violência, além da contabilização correta do número de atendimentos, subiu para seis o número de pessoas mortas na onda de ataques realizados por criminosos durante a noite da quinta-feira (19) e madrugada desta sexta (20) em Porto Velho.

Duas mortes foram registradas nos locais dos crimes. Outras quatro vítimas faleceram no Pronto Socorro João Paulo II, entre elas, um feto de 7 meses atingido na barriga da mãe, que permanece em estado grave. O pai acabou sendo morto. O número total de feridos chegou à 22. Segundo a direção da unidade de saúde, pelo menos 11 pessoas ainda permanecem internadas no local e requerem atenção especial.

Os ataques se concentraram nas zonas Leste e Sul da capital. De acordo com testemunhas, as ações parecem ter sido realizadas pelas mesmas pessoas: homens em três motos (uma vermelha e duas pretas) efetuaram disparos em pontos de ônibus e bares, utilizando revólveres e pistolas.

O primeiro crime foi registrado no começo da noite na zona Leste. Em um bar, os homens já chegaram atirando, mataram Elton de Freitas Solto, de 34 anos, e feriram seis. Se distanciaram um pouco e atiraram em pessoas que estavam em uma parada de ônibus na Alexandre Guimarães, ferindo um. Já na Rua Plácido de Castro, ainda nas proximidades, atiraram e feriram outro.

A outra morte aconteceu na Rua Bom Jesus com Curitiba, Bairro Caladinho, zona Sul da Capital. Segundo o proprietário de um bar, um homem desceu de uma motocicleta e, sem tirar o capacete começou a atirar, atingindo Alessandro da Silva Melo, de 37 anos. Na madrugada, no campo da AFA, no Bairro Areal, outras duas pessoas foram atingidas com tiros.

Nesta sexta-feira, logo cedo, Ronaldo Lima Araújo foi assassinado em uma rua do bairro São Francisco, região Leste de Porto Velho. Ele foi executado com vários disparos de arma de fogo efetuados por um desconhecido.

Segundo informações de policiais civis, Ronaldo estava transitando em uma bicicleta, quando foi abordado por um homem e logo foi alvejado. Os tiros atingiram a vítima na costas e cabeça. A polícia ainda não tem pistas do assassino. O corpo foi removido até o Instituto Médico Legal (IML).

Ações

O governador Confúcio Moura, em entrevista a uma emissora de televisão da capital, afirmou que determinou o reforço do policiamento nas ruas, além de pedir a colaboração da Polícia Federal e da Força Nacional de Segurança. Segundo ele, a onda de violência é uma retaliação pelas ações realizadas pelas forças de segurança pública do estado à criminalidade.

A onda de violência acontece após a morte do PM Osmar Júnior que foi executado em frente de casa, na Avenida Pinheiro Machado, bairro Aponiã, zona Leste de Porto Velho. O crime aconteceu na terça-feira (17). Osmar foi socorrido ao Hospital e Pronto Socorro João Paulo II, passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na manhã da quinta-feira (19).

De acordo com a PM, a partir desta sexta-feira será iniciada a operação “Fecha Quartel”, onde agentes que atuam em diversos setores da polícia serão deslocados para patrulhamento nas ruas. Cerca de 200 policiais a mais deverão atuar no policiamento ostensivo até os primeiros dias do próximo ano.

Lista 

O Hospital e Pronto Socorro João Paulo II divulgou a lista de mortos e feridos que foram atendidos na unidade de saúde, os feridos atendidos nas UPAs não estão na contagem:

Feridos:

– AIRTON SENA DE SOUZA BARROS

– ALUIZIO GABRIEL DA SILVA

– CAINO TRINDADE BARATA

– DIEGO HENRIQUE PINHEIRO DA SILVA

– MAICON JORDAN LIMA DE SOUZA

– MICAEL RAMALHO SILVA DE SOUZA

– PAULO CESAR BOLANHO

– PEDRO HENRIQUE DE LIMA

– TIAGO RISK

– VILSON DE SOUZA DO NORTE

– ZENAIDE BANDEIRA DOS SANTOS

Mortos:

– RONALDO LIMA DE ARAÚJO

– CRISTIANO BRITO DUTRA

– TAILON MARTINS RODRIGUES SANTOS

– ALESSANDRO DA SILVA MELO

– ELTON DE FREITA SOUTO

– ALESSANDO DA COSTA

 

Fonte: RondôniaVip

 

 

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO