Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

grupo catolico (2)O grupo de jovens que se denomina antissocialista e preservador do desenvolvimento verdadeiro, e da família,  intitulado Caravana Terra de Santa Cruz, que é ligado ao Instituto Plínio Corrêa de Oliveira (IPCO), com sede em São Paulo, passou por Vilhena na tarde desta sexta-feira, 10, para dar sequência ao trabalho que vem desenvolvendo Brasil à fora contra as Organizações Não Governamentais (ONGs) voltadas ao meio ambiente, bem como ao próprio Governo Federal, que segundo eles está tentando congelar a produção e impedir o verdadeiro desenvolvimento do agronegócio, do país, além de tentar socializar a terra, e restringir o direito de propriedade.

O grupo católico defensor burguês é contrário, também, as alterações do Código Penal. De acordo com o representante dos caravanistas, Daniel Martins, “o homem no Brasil, de acordo com o novo código penal, está abaixo das plantas e dos animais. Um homem poderá cumprir 12 meses de prisão, caso seja provado que ele agrediu um animal, e pode cumprir apenas um mês por deixar de prestar socorro a uma criança. Isso é uma desproporção, é contra a ordem imposta por Deus na criação”, acredita.

O movimento é composto por acadêmicos de diversos cursos, bem como de várias regiões brasileiras. Eles se reúnem nas férias para saírem em caravana pelos municípios disseminando a ideologia contrária aos movimentos sociais de preservação à natureza, os quais definem como “Mostro do ambientalismo radical”. O intuito principal da caravana, de acordo com o representante do grupo, é sensibilizar as pessoas para a ação do Governo Federal, bem como das ONGs contrárias à ideologia da Caravana Terra de Santa Cruz, que visa, de acordo com eles, o corte no progresso brasileiro.

O grupo tem uma opinião um tanto quanto fundamentalista quando o assunto é desenvolvimento agrário, família, homossexualismo, e outros movimentos que vão contra seus princípios. A página do IPCO na internet é explicita quanto ao seu posicionamento contrário ao atual formato ideológico do estado brasileiro. O discurso católico burguês do grupo afirma que os movimentos contrários ao posicionamento do IPCO pregam a implantação de uma nova ditadura no Brasil disfarçada de “liberdade” e mascarada como “tolerância”.

Daniel Martins diz, em vídeos postados na página do grupo no You Tube, que os movimentos (principalmente homossexuais) “estão tentando impor um estado de coisas contrárias àquelas que o príncipe da paz, o nosso senhor Jesus Cristo, quer ao Brasil”, diz. Os líderes da Caravana Terra de Santa Cruz disseram que as atividades em Vilhena se restringiram apenas a tarde desta sexta-feira, e o grupo católico segue viagem para outros municípios de Rondônia. “Nós temos muitos amigos em Vilhena, bem como em Ariquemes e Porto Velho. O movimento ainda não tem sede em Rondônia, porém contamos com muitos apoiadores”, enfatiza Daniel Martins.

 

grupo catolico (1)

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Rômulo Azevedo

Foto: Rômulo Azevedo

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO