Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

policia prende quadrilhaDos nove presos pela Polícia Civil de Vilhena, no início de 2013, sob a acusação de envolvimento na explosão do caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal, instalado no paço da Prefeitura Municipal de Vilhena, quatro já foram condenados pelo crime. A ação penal foi julgada no final de dezembro do ano passado e juntas as penas somam mais de 26 anos de prisão. Wanderson Pires da Costa, Pedro Iago Rodrigues Santana, Leandro Barbosa Ferreira irão cumprir, cada um, seis anos e seis meses de cadeia em regime semiaberto por, dentre outras, terem a culpabilidade considerada “moderada”.

Já Jucimar Lima Bezerra teve a pena fixada em sete anos e cinco meses de prisão em regime fechado, pois além de ser reincidente, teve culpabilidade de grau “médio” no crime. Todos foram enquadrados pelos crimes de roubo e formação de quadrilha. Além da pena restritiva de liberdade, os quadro envolvidos deverão pagar multa de um trigésimo do salário mínimo. A justiça não levou em consideração a confissão dos presos, pois as penas foram fixadas em patamar mínimo.

O caixa eletrônico foi alvo de investida do grupo no início do ano passado, entre final de janeiro e início de fevereiro. Os assaltantes usaram dinamites para explodir o caixa. Para isso compraram os explosivos na Bolívia e aprenderam a usá-los através da internet. Não se sabe ao certo o valor levado pela quadrilha, pois a Caixa Econômica Federal não fez questão de divulgar a informação. Entretanto, pouco depois das explosão, através de uma ligação anônima os investigadores da Polícia Civil prenderam nove suspeitos de participação, dentre eles um menor de 15 anos.

Na residência onde estavam foram encontrados drogas, além de R$ 38 mil em dinheiro, fruto da investida contra o terminal eletrônico.

caixa 4

caixa 1

caixa 2

caixa 3

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

Foto: Arquivo E/R

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO