Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

mulher mortaClaudio José do Nascimento, de 33 anos, confessou o assassinato de sua esposa, Daiane dos Santos, de 21 anos, e de sua sogra, Ana Cláudia dos Santos, de 39 anos, a facadas, porque, segundo contou à reportagem do O PROGRESSO, “ela ficava muito tempo no Facebook”. O crime aconteceu por volta das 20h desta quarta-feira, em um bairro de Caarapó, Dourados -MS.

Cláudio foi preso pela Polícia Militar quando tentava fugir da cidade em seu veículo, logo depois de ter cometido o assassinato. Já na delegacia ele disse aos policiais e à reportagem que matou a esposa por “ciúmes”, porque “ela ficava muito tempo no Facebook e no WhatsApp e não cuidava da casa”.

Cláudio José (foto à direita), confessou e disse por que matou a esposa, de 21 anos, e a sogra a facadas, em Caarapó.

O crime aconteceu na Rua da Saudade da Vila Planalto, nas imediações da garagem da Prefeitura daquele município. Daiane foi agredida com 4 facadas, sendo 2 golpes na perna esquerda e dois nas costas e morreu na hora.

A mãe dela, Ana, tentou socorrer a filha e foi agredida com uma facada no peito e um no braço esquerdo, chegou a ser encaminhada ao Hospital São Mateus, de Caarapó, onde morreu pouco depois.

Segundo a polícia, o acusado Claudio fugiu do local do crime num veículo VW Logus, que foi localizado na área central da cidade. O suspeito tentou fugir, mas acabou sendo preso e encaminhado à delegacia, juntamente com a faca que usou para matar.

Na delegacia, ele confessou o duplo homicídio. Conforme uma testemunha, o autor esfaqueou Daiane e depois a mãe dela, que morreu com duas facadas tentando defender a filha.

Este é mais um crime bárbaro ocorrido recentemente no Estado em que o marido matou a esposa. Em Dourados, Rafael London Marques da Silva, de 27 anos, confessou que matou a companheira, Márcia da Costa Moreira, de 34 anos, a pauladas e depois enterrou no quintal da casa. O crime aconteceu no dia 9 de novembro, mas só foi descoberto este mês pela polícia.

Em Campo Grande, esta semana, um pecuarista também matou a esposa e depois cometeu suicídio. José Mário Ferreira, de 58 anos, matou sua mulher, Maria José de Pauli, 60 anos, médica, com golpes de barra de ferro e suicidou enforcando-se na varanda de casa, em um bairro nobre da Capital. De acordo com informações da polícia, o casal enfrentava problemas de relacionamento, pois ela teria descoberto uma suposta traição do marido.

matador da mulher

Autor e foto: Juína News

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO