Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Nenhum responsável pela saúde pública do município quis se manifestar a respeito do caso
Nenhum responsável pela saúde pública do município quis se manifestar a respeito do caso
Estamos em guerra 468×60

Todo mundo já ouviu dos executivos da prefeitura de Vilhena que a saúde municipal é referência para o estado de Rondônia, que mesmo atendendo várias cidades vizinhas, até mesmo do estado do Mato Grosso, tudo funciona perfeitamente bem e normal, com algumas falhas, admitidas pelos mesmos curadores responsáveis pelo emprego do dinheiro arrecado do contribuinte.

Estes mesmos “poderosos” chefões, que nunca irão encarar as filas do hospital público municipal quando estiverem doentes, e que evitam falar do baixo índice de aprovação, por parte da população sobre a saúde pública em Vilhena, mais uma vez demonstram o descaso que têm com o setor.

Extra de Rondônia flagrou, através de suas lentes, uma ambulância de médio porte literalmente jogada no pátio do Hospital Regional (HR) de Vilhena, escondida atrás de uma pequena árvore, entre um velho muro que ainda resiste à força do tempo.

O veículo está sem rodas, em cima de tocos, e escorado por uma pequena estaca de madeira, para evitar uma tragédia maior ainda: que tombe e venha danificar o que sobrou de sua lataria podre, destruída pelo sol e chuva, tomada por limo, que vem pegando há tanto tempo que nem mesmo servidores da casa de saúde sabem precisar. Durante toda a manhã desta segunda-feira, 27, a equipe de reportagem desta página eletrônica tentou falar com alguns dos “manda chuvas” da prefeitura sobre o assunto, e o que conseguiu foi apenas um monte de coisa nenhuma.

Todos os números de telefones repassados estavam desligados, ou fora da área de cobertura. Pessoas que poderiam falar sobre o assunto não estavam no momento, e não retornaram os recados, e o que é pior: ninguém, absolutamente ninguém que conversou com os jornalistas do Extra de Rondônia soube dizer sequer a razão pela qual a viatura fora “baixada”. O celular do adjunto da saúde, Clair, estava desligado; o secretário de comunicação, José Serafim, não tinha conhecimento do assunto e garantiu que entraria em contato como site, o que não aconteceu até a manhã desta terça-feira, e o diretor do HR, Adilson, mais uma vez, estava ocupado resolvendo assuntos da pasta.

De acordo com o “Portal da Transparência” do Município de Vilhena, durante o ano passado, foram empenhados para a saúde pública municipal mais de R$ 49 milhões, ou  exatos R$ 49. 123. 508, 45.

O montante, pelo visto, foi pouco usado para investimento em transporte da área, pois o site já noticiou, no segundo semestre de 2013, as péssimas condições que se encontram os veículos que ainda têm rodas e carregam gente do Cone Sul para a capital, Porto Velho, de modo quase improvisado, com tubos de oxigênio amarrados com ataduras para curativos, portas caindo aos pedaços, equipamentos enferrujados, pneus “carecas”, dentre outras aberrações.

Como ninguém da saúde municipal falou até o momento, o Extra de Rondônia deixa espaço aberto para quem quer que seja o responsável pelo assunto se pronunciar quanto ao caso desta, vamos dizer, ainda ambulância.

 

O veículo está sem rodas, em cima de tocos, e escorado por uma pequena estaca de madeira
O veículo está sem rodas, em cima de tocos, e escorado por uma pequena estaca de madeira
Veículo está escondido atrás de uma pequena árvore da unidade hospitalar
Veículo está escondido atrás de uma pequena árvore da unidade hospitalar
A ambulância está sem rodas, em cima de tocos, com sua lataria podre, destruída pelo sol e chuva
A ambulância está sem rodas, em cima de tocos, com sua lataria podre, destruída pelo sol e chuva
Servidores ouvidos pelo site não sabem precisar há quanto tempo o veículo está nesse local
Servidores ouvidos pelo site não sabem precisar há quanto tempo o veículo está nesse local

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO