dengue 728×90 – 2

redes de bola no presidioPois é. O jogo mais esperado dos “Lobos do Cerrado” nos últimos tempos tem mais contribuição da comunidade vilhenense do que se imagina.

As redes que serão usadas durante o embate contra o “Verdão” são feitas pelos apenados do regime fechado do Centro de Ressocialização Cone Sul. A equipe de reportagem do Extra de Rondônia esteve no presídio para conferir de perto a qualidade do serviço prestado pelos detentos e constatou que o trabalho é “show de bola”.

De acordo com o Diretor Geral do presídio, Juraci Duarte, a confecção das redes faz parte de um projeto de ressocialização implantado no local. “A cada dois dias eles fazem um par de redes”, explica o Diretor, o que no final do mês resulta em 40 pares. O produto final é encaminhado para um teste de qualidade na capital de Rondônia, Porto Velho. Em seguida o Exército Brasileiro encaminha as redes para Brasília, onde o Ministério do Esporte distribui para instituições.

Além das redes, os detentos também confeccionam bolas de futebol. De acordo com Duarte, são aproximadamente 500 unidades por mês.

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Rômulo Azevedo

Foto: Rômulo Azevedo

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO