dengue 728×90 – 2
Vanderlei Graebin, presidente da Câmara de Vilhena
Vanderlei Graebin, presidente da Câmara de Vilhena

O presidente da Câmara de Vereadores de Vilhena, Vanderlei Graebin (SDD) conversou na manhã desta sexta-feira, 7, com a equipe de reportagem do Extra de Rondônia a respeito da recomendação que o Promotor de Justiça, Fernando Franco Assunção, responsável pela Curadoria da Probidade do MP em Vilhena, fez aos parlamentares quanto à possibilidade de um projeto de lei, que visa a manutenção dos nomes da tradicional família política “Donadon” nas escolas municipais, enviado à casa de leis na última quarta-feira, 5.

Quanto ao assunto, Graebin foi enfático: “Se o projeto estiver em pauta ele será apresentado. Não posso me omitir quanto a isso”, garantiu. Entretanto, o presidente do Legislativo informou que não pode fazer nada além disso. “Eu não me propus a fazer este projeto. Mas eu o colocarei em votação”, arrematou.

O caso vem gerando uma celeuma a cada episódio. O próprio vereador Célio Batista (PP), que pertence à base aliada do Prefeito Zé Rover (PP), disse que estava trabalhando em parceria com a equipe gestora da escola Ângelo Donadon para que o atual nome da instituição permanecesse. “Nunca fui a favor desta substituição; mas agora teremos que mudar”, disse o vereador.

O vice-presidente da Câmara de Vereadores, e membro da família Donadon, Junior Donadon (PMDB) já havia se manifestado sobre o assunto na última sessão ordinária, realizada na terça-feira, 3. Ele se propôs a elaborar o Projeto de Lei para permanecer os nomes. “Agora estou de mãos atadas. Não posso ir contra o MP neste sentido”, declarou.

A vereadora Valdete Savaris (PPS) explicou, em discurso durante a sessão ordinária desta terça-feira, que esta substituição trará grandes prejuízos aos alunos, pois terão dificuldades em acessar seus históricos escolares com o passar dos anos. Ela também se mostrou favorável quanto à manutenção dos nomes, assim como a maioria dos edis da casa de leis.

Na recomendação enviada à Câmara de Vereadores o Promotor de justiça foi enfático ao sugerir que o projeto sequer seja inserido na pauta, e que caso aprovado, o vereador autor da proposta, bem como àqueles que votarem favorável ao projeto poderão responder processo judicial sob acusação de improbidade administrativa.

Os nomes das escolas municipais Antônio Donadon, Dalila Donadon, Marcos Donadon, e Ângelo Mariano Donadon, foram dedicados via decreto executivo. A Câmara não teve participação na elaboração dos nomes. Neste sentido o Promotor de Justiça Paulo Lermen pediu a retirada das nomenclaturas em 2008, alegando que as homenagens tinham conotação política, visando o favorecimento dos membros da família.

A decisão judicial foi feita em janeiro deste ano em conformidade com o pedido do Ministério Público. Apenas a escola Paulina Donadon, localizada no distrito de Nova Conquista permanecerá com a homenagem.

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

Foto: Arquivo E/R

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO