dengue 728×90 – 2

lampadas ligadasO titular da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), Eliseu Lima, informou nesta semana que a pasta irá receber, neste sábado, 15, a primeira remessa de materiais para a manutenção do sistema de iluminação pública do município.

De acordo com o secretário, em entrevista ao Extra de Rondônia, o material será suficiente para atender as primeiras ordens de serviços já escaladas pela equipe de trabalho responsável pelo setor.

Lima explicou que o principal problema da iluminação pública, atualmente, é a durabilidade dos fotocélulas (o sensor é um dispositivo que detecta um estímulo físico – calor, luz, som, pressão, campo magnético, movimento- e transmite um impulso mensurável ou operante correspondente) instalados para acionar o desligamento e acionamento das lâmpadas. “Hoje temos aproximadamente 800 pontos de ocorrência nesse sentido”, explica o secretário, que acrescenta: “Não podemos arrumá-los com esse tempo de chuva. É contra a norma de segurança elétrica”.

De acordo com dados da Semosp, os fotocélulas normalmente entram em “curto”, fato que prejudica seu funcionamento normal, ou seja, ele não reconhece a luz e deixa de enviar dados à sua central para interromper o fornecimento de energia à lâmpada. A chegada do material contribui com um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado pelo poder executivo, garantindo ao Ministério Público (MP) que manterá 90% da cidade iluminada.

Lima garante que as lâmpadas que nunca desligam não é um problema para a Semosp. “Elas representam entre 2.5% a 3% de problema para a pasta. O restante são serviços diversificados”, diz, mensurando que o município conta com 18 mil pontos de iluminação.

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

Foto: Rômulo Azevedo

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO