dengue 728×90 – 2
Samara recebeu os elogios do professor José Moscar
Samara recebeu os elogios do professor José Moscar

A detenta Samara de Lima, de 22 anos, que cumpre pena por tráfico de drogas no Presídio Feminino de Vilhena, recebeu há poucos dias o diploma de conclusão do ensino fundamental. Alegre, contudo, ela não pensa em parar de estudar. “Depois que comecei a estudar, não vejo mais barreiras. Meu sonho é ser contabilista e vou continuar estudando até conseguir realizar esse sonho”, disse.

Samara lembra que passou por maus momentos, no ano passado, quando uma situação inesperada fez com que tomasse uma decisão crucial que mudou sua vida. “Eu fugi da prisão, em março, e fui de carona até Buritis. Mas cansei da vida de fugitiva e resolvi me entregar  para cumprir minha pena e ter um futuro melhor”, disse a jovem apenada.

Ela estuda no projeto “Educar para o bem”, que oferece aulas desde as primeiras etapas da Educação de Jovens e Adultos (EJA), até o 3º ano do Ensino Médio na Colônia Penal de Vilhena. A cada três dias estudados, Samara ganha um dia de remissão na pena.

O professor José Moscar elogiou a dedicação de jovem com os estudos. “Ela é muito focada e gosta muito de aprender. Tenho certeza que vai ter um futuro brilhante pela frente. A educação tem o poder de transformar vidas”, afirmou o educador.

Samara explicou que provavelmente saia da prisão no mês de dezembro desse ano e já faz planos para quando estiver em liberdade. “Quero conseguir um emprego e continuar estudando”, concluiu a presidiária.

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO