dengue 728×90 – 2

essas (2)Na manhã desta quarta-feira, 26, um grupo formado por agentes, escrivães, e papiloscopistas da Polícia Federal, além de patrulheiros da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e servidores da Receita Federal se uniram, na base da PRF de Vilhena, em uma manifestação em prol da regulamentação do Adicional de Fronteira, benefício que não está sendo cumprido por parte do Governo Federal, que não regulamentou a lei 12.855, publicada em setembro do ano passado.

De acordo com membros do Sindicato dos Policiais Federais em Vilhena este é o segundo dia de protestos. Para a Polícia Federal, além do adicional de fronteira, há a reivindicação de melhoras no efetivo policial, e qualidade estrutural. Para se ter uma ideia da defasagem, o estado de Rondônia conta com seis mil policiais militares, enquanto a polícia federal tem 12 mil servidores em todo Brasil.

Além disso, segundo membros do sindicato, há uma grande distorção entre as atribuições legalmente conferidas aos agentes, escrivães e papiloscopistas e as que eles exercem realmente. A norma que regulamenta as atribuições desses policiais é datada de 1989 e atribuem funções de nível médio, que segundo o sindicato são muito menos elaboradas que as exercidas de fato atualmente.

Um dos focos mais importantes da manifestação é o reconhecimento expresso das atribuições de nível superior desses cargos e a devida recomposição salarial.

essas (1)

 

 

essas (3)

 

essas (4)

 

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

Foto: Rômulo Azevedo

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO