dengue 728×90 – 2
Manuel Gregio informou que a celeuma foi gerada por conta de trâmites burocráticos
Manuel Gregio informou que a celeuma foi gerada por conta de trâmites burocráticos

Depois da confusão que se instalou no aeroporto vilhenense Brigadeiro Camarão, na tarde desta segunda-feira, 10, o administrador do local, Manuel Alberto Gregio, informou ao Extra de Rondônia que a ordem já foi restabelecida.

Ele contou que toda a celeuma foi gerada por conta de trâmites burocráticos envolvendo a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Aeronáutica, além da própria prefeitura. Ele explicou que a renovação da licença, documento que anualmente é reiterado para que o aeroporto possa funcionar normalmente, foi feito por parte do aeroporto na última sexta-feira, 7, porém fora emitido somente nesta segunda, data em que vencia.

Ao site, Manuel explicou que a ANAC reconheceu a atualização do documento, porém a Aeronáutica não teve acesso ao material, por isso ordenou a interdição temporária do aeroporto vilhenense. Agentes da Polícia Federal (PF) estiveram no local para garantir a paralisação, e a falta de informações gerou revolta nos clientes da Azul linhas aéreas, que embarcariam no início desta tarde.  Depois de manter contato com a ANAC, a direção do aeroporto reuniu a imprensa e garantiu que o entrave já havia sido solucionado, e que a Infraero, no município, estava aguardando comando da Aeronáutica para liberar a pista.

O administrador do local informou, ainda, que o voo da tarde foi cancelado pela empresa Azul, e os passageiros do horário foram remanejados.

Agentes da Polícia Federal acompanharam a decisão da ANAC
Agentes da Polícia Federal acompanharam a decisão da ANAC
Vários passageiros não conseguiram embarcar na tarde de hoje
Vários passageiros não conseguiram embarcar na tarde de hoje

Relembre o caso aqui.  

 

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Rômulo Azevedo

Fotos: Rômulo Azevedo

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO