Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

políciaDois garotos vilhenenses saíram de casa, Rua 905, no Setor 09, na manhã desta quinta-feira, 13, com destino a escola e não mais retornaram. R.H.V., 15 anos, e M.S.S., de 11 anos, saíram por volta das 06h30, mas ambos não compareceram em sala.

As mães dos garotos ficaram sabendo da fuga através de um bilhete deixado por R.H.V., onde ele dizia que estaria indo atrás de seu sonho, ser cantor. No entanto o adolescente não mencionou nada sobre M.S.S.

Após registrar o sumiço dos “fujões”, as mães que estavam desesperadas receberam a notícia horas depois dizendo que seus filhos estavam em Comodoro (MT).

Os meninos foram encontrados pela PM daquele município e trazidos para Vilhena. Já em casa, os garotos, que segundo as mães não tem vocações para ser cantores, falaram que um “desconhecido” estava prometendo para eles através dos meios de comunicação a carreira de cantor, regada a fama e dinheiro.

Este suposto agenciador de menores havia combinado com os garotos que se eles conseguissem fugir até Comodoro, de lá eles embarcariam com ele até Minas Gerais, sendo que M.S.S. poderia rever a avó em Brasília.

Aliviada com a volta do filho M.S.S. e do irmão R.H.V., Átima Silva dos Santos autorizou a publicação da matéria com objetivo de conscientizar as famílias e principalmente aos pais sobre o acompanhamento dos filhos nos meios de comunicação. A polícia investiga o caso.

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Matias Siqueira

Foto: Ilustração

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO