Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Aparecida de Farias relatou caso ao site
Aparecida de Farias relatou caso ao site
Estamos em guerra 468×60

A professora Aparecida de Farias, 50 anos, esteve na redação do Extra de Rondônia no início da tarde desta segunda-feira, 17, para reclamar do atendimento no posto de saúde João Luiz, no centro da cidade de Vilhena.

Ele afirmou que, hoje pela manhã, foi até o referido posto para consulta feita há mais de 30 dias. Ao chegar no local, foi recebida por um médico oftalmologista, que  começou a reclamar de tudo. Segundo Aparecida, o profissional de saúde disse que não poderia lhe atender, porque não contava com equipamentos necessários aos pacientes. “Ele só ficava reclamando de tudo. E, no final das contas, não me atendeu. Eu disse que não deveria estar ouvindo seu desabafo, e ele me mandou buscar meus direitos no Ministério Público (MP). É isso que vou fazer”, explicou a professora.

Antes de denunciar o caso no MP, porém, Aparecida diz que resolveu contar o caso ao site, uma forma de alertar à população da situação vexatória que teve com o médico.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO