dengue 728×90 – 2
Arli Schultz, presidente da legenda em Vilhena
Arli Schultz, presidente da legenda em Vilhena

De acordo com Arli Schultz, presidente da legenda em Vilhena, neste sábado, 22, haverá encontro regional em Colorado do Oeste, onde a questão será debatida com mais profundidade.

Mas o partido entende que é necessário ter pelo menos um candidato a deputado estadual e um a federal da região, não apenas para buscar vencer o pleito e trabalhar pelo Cone Sul, mas também para dar suporte ao deputado federal Padre Ton, caso este confirme na convenção se será mesmo candidato a governador.

Sobre as candidaturas locais, Arli diz que em todas as cidades, inclusive em Vilhena, o PT tem bons nomes para disputar as eleições proporcionais com chances de sucesso. “Mas tudo vai depender deste nosso encontro no sábado, onde haverá os devidos encaminhamentos neste sentido”.

Sobre as alianças partidárias, ironicamente o Partido dos Trabalhadores está muito próximo de selar acordo com o Partido Progressista, de Ivo Cassol. “São coisas da política, e se em outros momentos divergimos em posicionamentos, hoje a conjuntura é outra, e há boas chances de caminharmos juntos na campanha”. O PT também tem dialogado com outras legendas, exceto com aquelas onde não existe mesmo afinidade ideológica ou que são declaradamente adversárias do partido.

Já com relação ao PMDB, aliado dos petistas na presidência da república, em Rondônia há resistências quanto a união das legendas. “Não digo que isso é impossível, mas neste momento posso avaliar como improvável uma coligação entre os partidos”, afirma. Ele também garante que o diretório estadual tem autonomia para tomar decisões do gênero, e que não haverá imposição e cima para baixo, caso o PT mantenha a aliança com o PMDB na busca por outro mandato na presidência.

Sobre o pré-candidato ao governo, Padre Ton, Arli garante que sua aceitação junto ao eleitorado e lideranças comunitárias cresce visivelmente, inclusive entre os evangélicos, que é considerável força política do Estado em função do número de eleitores e dos cargos que ocupam em Rondônia, em diversos níveis da administração pública. “Este fator é interessante e inédito, e demonstra a confiança que Padre Ton desperta na sociedade, em virtude de seu passado limpo e suas boas performances como prefeito e deputado federal”, encerrou.

Fonte – Extra de Rondônia

Texto – Da Redação

Foto – Divulgação

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO