dengue 728×90 – 2
Arthur estava desaparecido há mais de sete meses.
Arthur estava desaparecido há mais de sete meses.

O menino Arthur Pietro Neves da Silva, de apenas três anos, foi morto pelo próprio pai, Felipe Rogério Pinheiro e o caso foi encoberto pela mãe, Conceição De Maria Neves da Silva. O menino estava desaparecido desde 2 de agosto do ano passado e uma grande operação policial, mobilizou toda sociedade de Porto Velho, mas nada foi descoberto na época.

Nesta quinta-feira, policiais da Delegacia de Homicídios sob o comando da delegada Leisaloma Carvalho desvendaram o crime. A mãe alegou que tinha medo de contar a verdade e estava sendo ameaçada.

A Polícia ficou sabendo que ela iria viajar e a intimou para prestar novo depoimento, pressionada, acabou contando tudo.

Segundo Conceição, ela estava trabalhando na manhã de 02 agosto e ao chegar em casa o marido contou que havia feito uma besteira. Disse que matou o menino a pauladas e armado de uma faca a ameaçou.

“Ele fez uma besteira e eu também”, disse. Com o passar do tempo a dupla acreditou que estava impune. Os dois foram presos e indicaram o local onde o corpo do menor foi jogado, na Zona Leste de Porto Velho. Segundo os criminosos, o corpo do filho foi jogado na BR-364, esquina com Avenida Mamoré, onde buscas estão sendo realizadas.

corpo escondido

O pai, Felipe Rogério Pinheiro, confessou ter matado o filho e jogado o corpo em um matagal
O pai, Felipe Rogério Pinheiro, confessou ter matado o filho e jogado o corpo em um matagal

cadaver

 

Fonte: Rondoniagora

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO