Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

posto-joao-luizOs delegados regionais do Conselho Regional de Medicina (Cremero) de Rondônia, Rodrigo Gallina e Nilton Migiyama, concluíram o relatório da visita oriunda de uma denúncia feita ao Extra de Rondônia pelo médico oftalmologista, Rafael Albuquerque, no último dia 18 de março, sobre péssimas condições de trabalho na policlínica João Luiz, localizada no Centro de Vilhena.

A documentação foi levada ao conhecimento do presidente estadual do órgão, Rodrigo Almeida, que por sua vez encaminhará ao Ministério Público (MP) para providências cabíveis. O resultado da averiguação confirmou a denúncia do médico oftalmologista.

Em contato com o Extra de Rondônia, Rodrigo Gallina informou que, além de problemas com a aparelhagem usada pelo profissional denunciante, as condições físicas da Policlínica também não estão adequadas. “Fizemos algumas indicações preventivas e corretivas para que a policlínica esteja completamente adequada às exigências do Ministério da Saúde como, por exemplo, a compra de equipamentos oftalmológicos, ginecológicos, e adequação dos consultórios médicos, que não têm sequer aparelhos de higiene para dar qualidade no atendimento”, explicou o responsável pela vistoria.

Para relembrar mais sobre o caso, veja os links relacionados abaixo:

http://www.extraderondonia.com.br/2014/03/18/medico-ameaca-deixar-de-atender-pacientes-por-falta-de-condicoes-de-trabalho/#

http://www.extraderondonia.com.br/2014/03/19/apos-denuncia-de-medico-autoridades-comprovam-caos-em-posto-de-saude-recem-reformado/#

http://www.extraderondonia.com.br/2014/03/21/denuncia-de-medico-leva-crm-e-mp-a-intervir-em-posto-de-saude-2/#

http://www.extraderondonia.com.br/2014/03/24/secretario-determina-melhorias-em-policlinica-e-anuncia-r-13-milhoes-na-saude/#

 

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

Fotos: Arquivo

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO