dengue 728×90 – 2
Andrezza Martins, lutadora de 15 anos de idade, venceu Luana Zuquini, 29, no Team Fight em Cerejeiras.
Andrezza Martins, lutadora de 15 anos de idade, venceu Luana Zuquini, 29, no Team Fight em Cerejeiras. Foto: Lauane Sena

A lutadora vilhenense Andrezza Martins, de 15 anos, que venceu a sua primeira luta oficial nos rings, Artes Marciais Mistas (MMA), em entrevista ao Extra de Rondônia contou que não se acha uma revelação da modalidade e que ainda tem muito o que aprender para poder conquistar seus sonhos.

Ela conta que a sua promissora carreira começou a pouco mais de dois anos, quando iniciou na academia. “Me interesso por luta desde pequena, mais no MMA foi agora recentemente”, contou Andrezza que disse ter utilizado a seu favor durante a luta as técnicas que aprendeu no karatê.
Sobre o apoio da família Andrezza diz que seus pais ficaram com medo no começo, ao saber da luta contra Luana Zuquini, 29 anos. “De início eles ficaram com um pouco de medo por causa da diferença de idade, mas depois da luta eles se surpreenderam com o resultado e me incentivaram a continuar se for da minha vontade”, concluiu a adolescente.
A jovem lutadora diz que se espelha em seu professor, Sensei Breno Oliveira, e colegas de treinos com quem aprendeu muito. Sem menosprezar a adversária, Andrezza disse não considerar uma revelação, e que sim vai continuar treinando firme para alcançar os objetivos como toda pessoa normal.
“Nossa fiquei muito feliz, ainda mais com o resultado, por ter sido uma luta com adversária forte. A luta foi ótima para mim”, finalizou a atleta.
Fonte: Extra de Rondônia
Texto: Matias Siqueira
Foto: Divulgação
dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO