Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Em visita à redação do site, Melki mostrou a decisão judicial
Em visita à redação do site, Melki mostrou a decisão judicial
Estamos em guerra 468×60

O ex-prefeito de Vilhena, Melki Donadon (PTB) visitou a redação do Extra de Rondônia, na manhã desta segunda-feira, 19, para informar que a justiça o inocentou de uma acusação feita em agosto de 2008.

Na ocasião, Melki – que exercia a função de secretário  de coordenação geral da prefeitura de Vilhena, na gestão do primo Marlon Donadon – foi algemado e preso pela Polícia Federal (PF), e passou dois dias na Casa de Detenção, por determinar que máquinas da prefeitura abrissem ruas numa área que supostamente pertencia à Companhia Nacional de Abastecimento de Alimentos  (Conab), no bairro São José.

Passados quase sete anos do ocorrido, a acusação contra o ex-prefeito, feita pelo então chefe da Conab, José Gaspini, foi extinta no último dia 01 de abril. Ao site, Donadon diz que pretende mover ação contra Gaspini e contra o Estado. “Após sete anos, temos certeza que as ruas pertencem ao Município, e não à Conab. Hoje, a população pode usufruir dessas ruas, onde será construída uma feira coberta”, explicou.

Na oportunidade, após sair da cadeia, Melki classificou o ato como uma brutalidade em seu efeito, injusto e desleal em sua medida e salientou  que não houve usurpação de poder, já que um decreto municipal lhe garantia poder de gerenciamento administrativo da prefeitura na condição de Secretário de Coordenação Geral.

 

Ao site, Donadon diz que pretende mover ação contra Gaspini e contra o Estado por danos morais
Ao site, Donadon diz que pretende mover ação contra Gaspini e contra o Estado por danos morais

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO