Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Vivaldo Carneiro em visita à redação do Extra de Rondônia
Vivaldo Carneiro em visita à redação do Extra de Rondônia
Estamos em guerra 468×60

Motivo de críticas por parte da sociedade vilhenense, o aparelho de mamografia, comprado recentemente pela prefeitura municipal, deverá ser instalado, finalmente, no prazo máximo de 15 dias.

É o que afirma o secretário municipal de saúde, Vivaldo Carneiro. Em contato com o Extra de Rondônia, Carneiro explicou que a instalação será feita por profissionais técnicos de outro Estado e que esse é o motivo da demora. A inauguração do aparelho deve coincidir com a inauguração de outra obra em Vilhena.

O caso do mamógrafo já gerou acaloradas discussões em Vilhena. Em abril passado, deputado estadual Luizinho Goebel (PV), usou os microfones de uma emissora de rádio para criticar o prefeito Zé Rover pela demora na compra do aparelho, adquirido com recursos do parlamentar através de emenda na Assembleia Legislativa.

O deputado afirmou que o dinheiro estava liberado desde 2013.  “Não sei o que mais fazer. Acho que vamos ter que chamar todas as mulheres de Vilhena para fazer uma manifestação em frente à prefeitura para que esse aparelho seja comprado. Fico revoltado com isso. Não dá para aceitar que as mulheres continuem sofrendo pela inoperância da prefeitura”, reclamou, na ocasião.

Quem também criticou a situação foi a vereadora Maria José da Farmácia (PDT). Na tribuna legislativa, ela comparou a compra do mamógrafo a uma novela mexicana  “Realmente é uma novela mexicana. Mas não é para rir, é para chorar. É uma situação que está enrolada há muito tempo”, desabafou a parlamentar.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO