Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

amir lando sinteroO deputado Amir Lando recebeu ontem cerca de 20 servidores no seu escritório em Porto Velho, solicitando sua intervenção junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT), objetivando dar uma maior celeridade ao processo 2039/89, conhecido como a Isonomia do Sintero. Amir esteve várias vezes no Conselho Nacional de Justiça pedindo orientação para procedimento do pagamento do restante da multa de cerca de 300 servidores. O parlamentar participou de uma reunião na 2ª Vara do Trabalho no TRT/RO, com o juiz José Roberto da Silva, que na ocasião, informou aos representantes da comissão de servidores, que todo o processo 2039/89 já se encontra digitalizado e que por determinação do CNJ vai instalar uma auditoria externa para que possa ser determinado quem de fato ainda tem direito a receber e posteriormente expedir precatórios para pagamento.

O juiz foi muito claro com relação à necessidade da aplicação do Princípio da Transparência, onde vários órgãos como MPT, PF e CNJ com seus peritos, irão acompanhar todo o processo de auditagem.

Com o Vice-presidente do TRT/RO, desembargador Francisco José Pinheiro Cruz, em reunião, ele revelou a preocupação do órgão em preservar o direito dos trabalhadores, entendendo que como uma instituição que preceitua a Justiça do Trabalho, jamais desejaria que os servidores fossem prejudicados se não deram causa a crime algum.

 

Amir disse que confia no CNJ, STJ e TRT para que com lisura e celeridade, concluam os trabalhos, no sentido de que os servidores técnico-administrativos possam rebeber em vida os seus direitos, porque não se pretende transformar o benefício em auxílio-funeral”, frisou.

Os servidores saíram satisfeitos das duas reuniões e vão se organizar para acompanhar “pari passu” o desenrolar da auditoria.

 

Autor e foto: Carlos Terceiro

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO