Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

CORONEL-GONCALVESO deputado estadual Luizinho Goebel (PV) apresentou durante sessão plenária na Assembleia Legislativa (ALE), Projeto de Decreto Legislativo que concede Medalha do Mérito Legislativo ao tenente-coronel da Polícia Militar (PM), Paulo Sérgio Vieira Gonçalves.

Em sua justificativa, Goebel apresentou breve currículo do oficial que ingressou na PM do Estado de Rondônia em agosto de 1992, tendo sido designado ao final do curso de adaptação de oficiais como aspirante a oficial do 3º Batalhão da Polícia Militar (BPM).

“O tenente-coronel PM Gonçalves, ao longo desses 21 anos serviu nas unidades de Colorado do Oeste como comandante, já no 6º BPM serviu como comandante de Companhia e também subcomandante daquela unidade. Serviu também na Capital desempenhando o papel de chefe da seção de apuratório na Corregepom por aproximadamente seis anos, na Diretoria de Ensino foi comandante da Escola de Formação de Praças, em outra oportunidade foi diretor de ensino adjunto e por fim chefe de gabinete do subcomandante da PMRO. Atualmente, o tenente-coronel Gonçalves desempenha a função de comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar em Vilhena, poto que assumiu em fevereiro de 2012, sendo o responsável pelo projeto de vídeo monitoramento urbano na cidade. Desta forma, diante destes relevantes serviços prestados ao Estado de Rondônia, bem como à população de Vilhena, acredito que o oficial torna-se merecedor desta honrosa homenagem que proponho que seja prestada por esta Assembleia Legislativa”, concluiu o deputado Luizinho Goebel.

Autor: Juliana Martins

Foto: Arquivo

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO