Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

sem dinheiro ilustracaoA titular da Secretaria Municipal de Saúde do município de Corumbiara, Marcia Alves de Oliveira, conversou com a equipe de reportagem do Extra de Rondônia na manhã desta quinta-feira, 29, para falar sobre um mal entendido que houve entre a equipe diretora da pasta e um grupo de enfermeiros sobre o valor dos plantões pagos pelo município.

Esta página eletrônica recebeu, nessa semana, uma denúncia de um servidor municipal do setor que afirmou haver erro de valores nos contratos que deveriam ser firmados com os profissionais da saúde. Segundo o internauta, o preço combinado por plantões de 24 horas era R$ 200, e o contrato apresentava R$ 180.

Na denúncia o servidor público que pediu para não ser identificado disse que secretária de saúde havia dito aos enfermeiros que caso não aceitassem o valor, seria substituídos. A titular da pasta, por telefone, negou todas as informações e disse, ainda, que os R$ 180 reais previsto no contrato fora um erro de digitação, que foi corrido logo em seguida.

Ela acrescentou que o valor de R$ 200 pelos serviços são estipulados em lei. “Eu não posso oferecer menos”, informou. Marcia Alves de Oliveira contou, ainda, que tem um bom relacionamento com as enfermeiras, e que o município tentou aumentar o valor dos plantões para R$ 300, “porém o projeto foi reprovado na Câmara de Vereadores”, acrescentou.

A titular da saúde explicou, ainda, que a maioria dos enfermeiros mora em Cerejeiras, e que presta serviço em Corumbiara. “Eles têm um custo para virem até aqui. R$ 200 realmente é pouco, por isso não querem mais prestar o serviço no município”, arrematou.

Fonte: Extra de Rondônia

Texto: Da Redação

Foto: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO