Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

condenadoO julgamento que durou mais de seis horas terminou com a condenação de Nilton Bragança, réu confesso de ter assassinado Eliabi de Oliveira, 25, em agosto de 2013. O motivo seria vingar a morte de sua filha, Mayli Bragança Tavares.

Na ocasião dos crimes, o pai e familiares de Mayli tinham convicção de que Eliabi era o autor do homicídio, pois uma denúncia foi feita revelando a morte aos familiares. Evidências também levaram a polícia até Eliabi, mas antes mesmo que a autoria fosse confirmada, a “justiça” foi feita com as próprias mãos.

Eliabi foi assassinado quase que da mesma forma, pelas mãos do pai de Mayli, Nilton Bragança. No julgamento, o pai de Mayli foi condenado a seis anos de reclusão no regime semi-aberto.

Já Nilson foi absolvido da acusação de ter tentado contra a vida do pai de Eliabi, José Teixeira. O advogado Mário Guedes, defensor dos acusados, disse que o resultado era o esperado e que ele não vai recorrer à decisão judicial.conde

*Leia também

Fonte: Extra de Rondônia

Texto e Foto: Matias Siqueira

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO