dengue 728×90 – 2

julgamentoO auxiliar de serviços gerais, Nilton Pereira Rodrigues, conhecido como “Azeitona”, de 31 anos, foi condenado na manhã desta sexta-feira, 06,  no Fórum Desembargador Leal Fagundes, de Vilhena.

Ele é acusado de tentar matar, a tiro de espingarda, sua esposa, Valdinéia Almeida da Silva. A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 15h00, do dia 22 de abril de 2012, no distrito do Guaporé, em Chupinguaia.

Conforme a denúncia feita pelo Ministério Público (MP), a tentativa criminosa ocorreu no “Bar do Paulo”, durante um churrasco. Por motivos ainda não esclarecidos, Nilton e Valdineia se desentenderam e trocaram ameaças. Encerrada a festa, os demais presentes se retiraram, momento em que Nilton foi até a mata e, armado de uma espingarda, saiu no encalço da moça, que se escondeu dentro de sua casa. Do lado de fora da janela, Nilton efetuou um disparou, atingindo Valdinéia pelas costas.

Ainda, segundo a acusação, na sequência, enquanto recarregava a arma, vizinhos se aproximaram e evitaram que Nilton viesse a disparar novamente contra Valdinéia.

Preso em flagrante, ele obteve liberdade provisória. Ouvido no inquérito, ele confessou que disparou contra a mulher para matá-la, mas, depois, em Juízo, sustentou que o disparo foi acidental.

Levado ao júri popular nesta sexta, o réu foi julgado à revelia e condenado a 3 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, no regime aberto.

Texto: Extra de Rondônia

Texto: Matias Siqueira

Foto: Ilustração

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO